Recém-publicado

Duelo de mentirinha

Enio Mainardi - Ilustração de Nancy Carpi


Duelar com palavras é fácil. Difícil é o que se chama “ir às vias de fato”.

Até um passado recente, se um cara o ofendesse, você podia lhe enviar um emissário convidando-o para um duelo.

Tem um ótimo filme antigo, The Duelist, que conta uma história assim, de um embate entre dois oficiais franceses.

Naquele tempo a palavra dignidade tinha uma alta significação. Igual  a como outra palavra: honra.  Alguém que perdesse num duelo, ao primeiro sangue jorrado, não perdia a honra: esse cavalheiro provara ter coragem de ir às últimas consequências para limpar seu nome.

Não se tem mais honra, nem hombridade para ser satisfeita pelas armas. Antigamente tinha-se para isso um par de pistolas. Cada adversário com sua arma se afastava um do outro, dez passos, os oponentes giravam o corpo  e a um sinal apontavam e apertavam o gatilho disparando uma bala redonda de aço para matar ou ferir seu adversário.

Hoje, o Barroso xinga o Gilmar usando palavras mais duras do que balas de metal… e nada. Vi esse episódio no auditório do STF, ontem. Se fosse um duelo de verdade, eu teria preferido que os dois caíssem feridos de morte.

Mas hoje isso seria pedir demais. Os adversários sabem que a disputa é só uma pantomima, ninguém vai derramar sangue naquele duelo de brincadeirinha. Depois da troca de impropérios, cada um embainha sua pistola de papelão no coldre, também de papelão e estão salvaguardadas as aparências de… honra.

Trouxa é o publico que acredita naquelas atuações de fancaria. No STF não existe esse gesto digno de estar disposto a morrer por seu nome ser conspurcado. Aqueles juizes já estão acostumados a serem xingados. Para eles é só uma questão de livrar a cara com elegância, porque o importante está acertado adrede.

Os do STF têm altos salários e privilégios vitalícios, é isso que interessa.

E são os donos do mundo, que nem os heróis de histórias em quadrinho.

Informe Publicitário 

O Grupo Confidence, fundado em 1996 é o maior grupo de câmbio do Brasil e líder no mercado de soluções de pagamentos no exterior, credenciados pelo Banco Central, com amplo portfólio de soluções de câmbio para pessoas físicas e jurídicas. No início de 2013, o Grupo Confidence se uniu ao maior grupo de câmbio do mundo, a empresa Travelex, com presença em 30 países através de uma rede de mais de 1500 lojas

O que for necessário para manter essa posição de alteza, eles fazem.

Honestamente, nós respeitamos esses indivíduos emplumados como urubus, desfilando solenes no palco da suprema corte do país?

No way, José. O Brasil estaria melhor sem eles, com novos juízes, independentes, que não fossem empregados de seus patrões, políticos que os indicaram para defender seus próprios interesses. Agora pouco,  li  que aquela senhora honesta, a Gleisi, fez questão de lembrar publicamente à Rosa Weber que ela, Rosa, foi colocada no STF pelo pt.

Na tv já se ouve a monótona sessão de oratória de juridiquês em que esses doutos personagens vão decidir se o lula, patrono de alguns deles, pode ser julgado culpado pela terceira vez. E se assim acontecer, pode crer que haverá um quarto ou quinto julgamento. Até soltarem o criminoso que cometeu homicídio doloso contra nossa Pátria.

PS – O julgamento já acabou. E a bússola aponta: estamos cada vez mais próximos da justiça venezuelana.

 

Amigos do Comendador Marcio Borlenghi Fasano
Curta nossa página no Facebook
Confira nosso Canal no Youtube
Receba atualizacoes sobre esta e novas matérias
Siga-nos no Twitter
Siga-nos no Instagram
 Sugira nossas matérias através do emai info@fasano.co.uk
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: