Recém-publicado

Espanha vai determinar no sábado suspensão de autonomia da Catalunha, diz governo central

Conselho de Ministros vai se reunir para determinar quais medidas serão enviadas ao Senado para votação.


 Por G1 19/10/2017

Vizinhos exibem em suas sacadas bandeiras da Catalunha (à esquerda) e da Espanha em prédio em Barcelona (Foto: Bob Edme/AP)Vizinhos exibem em suas sacadas bandeiras da Catalunha (à esquerda) e da Espanha em prédio em Barcelona (Foto: Bob Edme/AP)

Vizinhos exibem em suas sacadas bandeiras da Catalunha (à esquerda) e da Espanha em prédio em Barcelona (Foto: Bob Edme/AP)

O governo da Espanha afirmou, nesta quinta-feira (19), que vai aplicar o artigo 155 da Constituição, que permite que Madri assuma diretamente as atribuições exercidas pela administração autônoma da Catalunha.

De acordo com um comunicado emitido pelo governo central, no próximo sábado (21), o Conselho de Ministros se reúne em forma extraordinária, e vai aprovar as medidas que serão levadas ao Senado. De acordo com o jornal “La Vanguardia”, a expectativa é de que o Senado vote a aplicação do artigo 155 da Constituição até o fim da semana que vem.

A declaração do governo foi publicada depois do prazo dado pelo gabinete do chefe do executivo espanhol, Mariano Rajoy, para que o presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont esclarecesse se realmente declarou a independência da Catalunha durante a sessão plenária, no último dia 10.

“O Governo colocará todos os meios ao seu alcance para restaurar o quanto antes a legalidade e a ordem constitucional, recuperar a convivência pacífica entre cidadãos e frear a deterioração econômica que a insegurança jurídica está causando na Catalunha”, diz o texto.

Porta-voz do governo espanhol, Inigo Mendez de Vigo, fala sobre a situação da Catalunha (Foto: Sergio Perez/Reuters)Porta-voz do governo espanhol, Inigo Mendez de Vigo, fala sobre a situação da Catalunha (Foto: Sergio Perez/Reuters)

Porta-voz do governo espanhol, Inigo Mendez de Vigo, fala sobre a situação da Catalunha (Foto: Sergio Perez/Reuters)

Em sua carta, o líder catalão pede um diálogo para a opção de renunciar essa declaração de independência que, afirma ele, o parlamento regional não votou no dia 10. Puigdemont alerta, no entanto, que se a Espanha persistir em impedir o diálogo, o Parlamento poderá proceder a votação da declaração formal de independência.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: