Recém-publicado

90 PESSOAS MORTAS NO ESPÍRITO SANTO. (…e esse número vai crescendo)


Vi a reportagem do Datena, ontem, uma longa e repetitiva matéria falando sobre o caso. Pelo que entendi, a polícia do ES, Vitória, se deixou “bloquear” dentro dos quartéis pelos seus familiares.

A PM, sabe-se, é a responsável pela segurança pública. Esse “bloqueio” foi, na verdade, uma greve óbvia, mal disfarçada, dos policiais por melhores salários e condições de trabalho. Mas como eles são proibidos de fazer greve, botaram suas mulheres e crianças para montar um piquenique na rua, com barracas de alimentação e tudo mais, pretextando assim que não podiam sair do quartel, estavam barrados.

De cara, digo que essa manobra pífia foi de causar vergonha. Resultado: 1 x 0 contra a PM. Mas os motivos da revolta, reconheçamos, são super plausíveis. Como tantos outros policiais no Brasil inteiro, eles arriscam a vida nas ruas para ganhar uma miséria.

E no caso da PM do ES ele não tiveram reajuste nos últimos 4 anos. Por chamarem atenção ao sério problema, 1 x 1, jogo empatado. Mas ao ficarem aquartelados, a cidade de Vitória virou um caos infernal. Pilhagens, assassinatos, o diabo. 2 x 1 contra a PM. Aí o governo chamou o Exército: eles chegaram com dedo no gatilho dos seus fuzís FAL. Mas os soldados, pelo menos frente às câmaras de tv, agiram com cautela.

Foi quando os PM foram chamados na cabeça pelos seus superiores, muitos deles estavam vestidos como civís, misturados no meio do povo. Eles então voltaram aos quartéis, em passeata, se juntando aos que ali haviam ficado. O Datena entrevistou um Secretário do Governador, que condenou a ação dos PM. Porém, malandramente, sem tirar sua razão.

O problema, o dos salários, foi resolvido? Não, nem se cogitou o quando. Segundo o Secretário os servidores sempre receberam seus salários no dia aprazado. OK, então tá. Já o judiciário teve um aumento de 40%, certo Secretário? Bom, repito:… e a restruturação da PM, inclusive a salarial? Nada.

O Datena, indo para os finalmente, fez uma pergunta séria: e se os policiais de todos os estados brasileiros resolvessem também fazer esse tipo de greve “familiar”…que iria acontecer? E eu pergunto: seriam 750 os mortos? Ou 7.500, talvez?

 

Por Enio Mainardi – https://www.areuniao.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: