Recém-publicado

Tipos sanguíneos: a relação de cada um com a saúde e a personalidade


Seres humanos são tão complexos que até mesmo o sangue, que teoricamente tem a mesma função em todas as pessoas, pode ser classificado em diversos tipos diferentes. Existem quatro grupos distintos de sangue e, dentro dessa classificação, há ainda os negativos e positivos. O que diferencia os tipos sanguíneos são as diferenças em seus antígenos.

O que você talvez não saiba é que, aparentemente, o tipo sanguíneo de uma pessoa pode definir outras características sobre ela. O Mother Nature Network publicou um artigo a respeito das propriedades distintas de cada grupo sanguíneo, com base em diversas pesquisas científicas já realizadas a respeito.

Só para você ter ideia, essa relação entre tipo sanguíneo e peculiaridades de saúde e até mesmo de personalidade é estudada há muitas décadas, sendo que um dos nomes mais representativos nesse quesito de individualidade é o do japonês Tokeji Furukawa, que, em 1930, publicou um artigo sobre as características de personalidade de cada tipo sanguíneo.

Desde então, essa relação entre tipo sanguíneo e personalidade é levada a sério na cultura japonesa – só para você ter ideia, a mídia japonesa informa as pessoas a respeito de o que seria uma espécie de “horóscopo de tipo sanguíneo”. Bizarro, não é? O fato é que ainda não há comprovação científica que relacione o tipo sanguíneo de uma pessoa com a sua personalidade, mas ainda assim é curioso saber sobre esse tipo de teoria.

Antes que você saia por aí dizendo que nada disso faz sentido, saiba que há muitas pesquisas feitas por cientistas que acreditam que o tipo sanguíneo pode nos dar mais informações do que imaginávamos. Nós reunimos algumas características divulgadas pelo Mother Nature Network a respeito de cada grupo de sangue para que você tire suas próprias conclusões. Confira as informações a seguir e depois nos conte se elas fazem sentido:

Tipo A

A galera do tipo sanguíneo A tem o antígeno A nas células vermelhas e os anticorpos B no plasma. Essas pessoas podem doar sangue para os tipos A e AB. Até aí, nada novo, mas é sempre bom lembrar essas informações.

O fato é que o tipo de antígeno presente no sangue de alguém pode determinar a quantidade de hormônios produzidos, e, no caso da turma do grupo A, o cortisol, hormônio do stress, pode estar presente em maiores quantidades. Entre os problemas de saúde associados a esse grupo está o fato de que essas pessoas têm 20% a mais de chances de desenvolverem câncer de estômago se comparadas com quem é do tipo O ou B, e 5% a mais de chances de desenvolver alguma doença cardiovascular, se comparado com aqueles do tipo O.

De acordo com uma publicação da BBC, essas pessoas têm maiores riscos de desenvolverem infecções por varíola ou malária. O lado bom é que o tipo A é o que menos atrai mosquitos.

Já na crença quase astrológica que tem a ver com a personalidade, quem tem esse tipo sanguíneo costuma ser sincero, criativo, sensível, reservado, paciente e responsável. São pessoas muito teimosas e tensas também. E aí, será que faz sentido?

Tipo B

O tipo sanguíneo B tem somente antígenos do grupo B nas células vermelhas e anticorpos do tipo A no plasma. Essas pessoas podem doar sangue para quem é dos tipos B e AB.

Os portadores desse tipo de sangue têm 11% a mais de chances de sofrerem ataques cardíacos do que aqueles do tipo O. Um estudo feito por cientistas da Universidade de Harvard descobriu que as mulheres com sangue do tipo B ou AB têm mais chances de desenvolver câncer de ovário. Quem é do grupo sanguíneo B tem também 50 mil vezes mais bactérias “do bem” do que as pessoas do grupo A ou O, o que é uma boa notícia.

Já para o “horóscopo sanguíneo japonês”, são pessoas apaixonadas, ativas, criativas e muito fortes. Por outro lado, são egoístas, irresponsáveis, rancorosas e instáveis.

Tipo AB

Esse grupo sanguíneo tem antígenos A e B nas células vermelhas do sangue, mas não tem anticorpos A ou B no plasma, por isso são os doadores universais de plasma.

No quesito saúde, sabe-se que pessoas do grupo AB têm 23% a mais de chances de apresentar alguma doença cardíaca quando comparamos com a galera do tipo O. Atenção mulheres: as gestantes desse grupo sanguíneo podem ter duas vezes mais chances de desenvolver pré-eclâmpsia, uma complicação relacionada à pressão sanguínea.

Este estudo, publicado em um jornal de neurologia, revelou que pessoas portadoras do tipo AB têm 82% a mais de chances de apresentar alguma dificuldade cognitiva, especialmente em áreas relacionadas à memória, à linguagem e à atenção. Acredita-se que isso tem relação com uma proteína de coagulação, conhecida como fator VIII.

Já na questão de personalidade, a cultura japonesa acredita que portadores desse grupo sanguíneo são pessoas divertidas, controladas, racionais e adaptáveis. Por outro lado, são também muito críticas, indecisas, esquecidas e irresponsáveis.

Tipo O

Se seu sangue é do tipo O, significa que você não tem nem o antígeno A nem o B em suas células vermelhas, mas tem tanto os anticorpos A quanto os B em seu plasma. O tipo O positivo é o mais comum; mas somente o O negativo é considerado doador universal, o que significa que quem tem esse tipo sanguíneo pode doar suas células vermelhas para qualquer pessoa, diferente de quem é do tipo AB, que são doadores universais de plasma.

Os portadores desse tipo de sangue têm mais chances de desenvolver úlceras e, olha só que bizarro, romper os ligamentos dos tendões de Aquiles. São pessoas com riscos mais altos de cólera também. A boa notícia é que nesse grupo há menores chances de câncer de pâncreas, assim como também é difícil que essas pessoas morram de malária – ainda bem, pois o tipo O é o favorito dos mosquitos.

No quesito quase supersticioso da coisa, acredita-se que são pessoas confiantes, determinadas, com força de vontade e muito intuitivas. Por outro lado, são também muito focadas em si mesmas, frias, imprevisíveis e potencialmente viciadas em trabalho.

***

E aí, você já sabia desses fatores relacionados à saúde de cada grupo? Acredita nas características de personalidade conforme cada tipo sanguíneo ou acha que uma coisa não tem nada a ver com a outra? Conte para a gente nos comentários!

E aproveitando que o assunto é sangue, vale lembrar da importância que é ser um doador. Cada embalagem colhida pode salvar a vida de mais de uma pessoa, sabia? É rápido, não dói e não custa nada, só um pouquinho do seu tempo. Nesses períodos de férias, quando as pessoas costumam viajar, os hemocentros ficam com menos doadores, então se você puder doar nessas épocas, melhor ainda!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: